top of page

DIA NACIONAL DE COMBATE AO BULLYING E À VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Atualizado: 13 de dez. de 2022

Bullying não é brincadeira, todas às crianças merecem respeito. Por isso, o não só no dia de hoje, mas em todos os dias precisamos policiar e observar o comportamento dos seus filhos (as).



Tanto dentro quanto fora do ambiente escolar, tem-se falado muito sobre a prática do bullying e suas consequências na vida dos estudantes. O termo se refere a todas as formas de atitudes agressivas feitas com o objetivo de intimidar ou agredir um indivíduo, causando nele dor e angústia. Estas atitudes podem ser físicas ou verbais, repetitivas e intencionais, e exercidas por uma ou mais pessoas.


No dia 7 de abril de 2011, ocorreu um dos mais marcantes atentados dentro de uma escola brasileira. O ex-aluno Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, invadiu a escola municipal Tasso da Silveira, no bairro do Realengo, Rio de Janeiro. Armado, começou a disparar contra os alunos dentro de uma das salas de aula. No ataque matou doze estudantes com idade entre 12 e 15 anos, além de ter deixado outros 20 feridos. O atirador, que havia sido vítima de bullying quando aluno daquela escola em sua adolescência, cometeu suicídio logo após a ação.


A data deste fato, que ficou conhecido no país como o Massacre do Realengo, foi escolhida como o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola, por meio do Projeto de Lei 3015/11 do deputado Artur Bruno (PT-CE). A criação desta data, segundo o autor do projeto, teria como objetivo alertar as escolas sobre a importância de combater e de saber lidar com os casos de violência que surgirem.


A expressão “bullying” vem do inglês, “bully”, agressor, poderoso e intimidador – uma pessoa que usa força ou poder para prejudicar ou intimidar aqueles que são mais fracos – hoje é utilizada para definir atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos contra algum indivíduo ou grupo.O bully sente-se satisfeito em intimidar ou agredir outras pessoas que geralmente são incapazes de se defender. Os bullies tem como alvo os perfis que se diferenciam da maioria em um grupo distinto. Será sempre aquela pessoa conhecida como esquisita, diferente, a feia, o CDF, o negro, o albino, o homossexual, etc.

Qualquer característica que apresente diferença e que possa ser motivo de gozação.

Pesquisas demonstram que essa prática ocasiona danos a todos os envolvidos. No ambiente escolar, as vítimas têm autoestima afetada, transtornos de atenção e concentração, evasão escolar, baixo rendimento, agressividade e dificuldades de relacionamento social. Além disso, o bullying contamina a comunidade escolar com ansiedade e medo. Por isso, se faz necessário um trabalho de prevenção e combate à violência que neste caso, tende a aumentar.


A prevenção e o combate ao o bullying deve começar dentro de casa, pois a família é um suporte e referência básica para a socialização harmônica de crianças e adolescentes. É preciso ter diálogo entre pais e filhos, conhecer os limites, prestar atenção as mudanças bruscas de comportamento. Afinal, é preciso saber respeitar as diferenças entre as pessoas. Uma vítima de bullying nunca é culpada pela situação e o auxílio psicoterapêutico deve ser oferecido tanto a vítima quanto a agressora.


Baseado no best seller da escritora holandesa Carry Slee, o filme, Um Grito de Socorro, conta a história de Jochem, um adolescente que sofre bullying de um grupo de colegas de escola. O filme mostra as graves consequências que os bullies podem causar. A trama promete muita emoção, bom filme!









5.151 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 comentarios


Lala Vaz
Lala Vaz
13 may 2023

Adeus


Milena e Wellington

Me gusta

Lala Vaz
Lala Vaz
13 may 2023

Adeus.

Milena e Wellington.

Me gusta
bottom of page